Educação e Saúde são alvo de críticas durante sessão da Câmara de Vereadores

Por Chrislayne 07/06/2017 - 09:53 hs
Foto: Assessoria

Jovens da Igreja Adventista do Sétimo Dia, da Rua São Francisco, centro de Arapiraca, coordenados por Pollyana Marques Tavares, estiveram assistindo na noite desta terça-feira (6), a sessão da Câmara Municipal de Arapiraca.

Eles solicitaram à Mesa diretora da Casa, para participarem da sessão, porque tinham o interesse em saber o funcionamento de um Poder Legislativo, porque nunca entraram em um plenário.

Antes da abertura dos trabalhos, os vereadores Melquisedec, Willomaks da Saúde, Pastor Marcos Caetano, Léo Saturnino, Fabiano Leão e Fábio Henrique, explicaram para os jovens como funciona um Legislativo e qual o papel do vereador para a comunidade.
Durante a realização dos trabalhos, foi aprovado indicação do vereador Rogério Nezinho (PMDB), solicitando a reposição de lâmpadas para os bairros Senador Arnon de Melo, Nova Esperança e São Luiz.
Ele justificou o pedido, alertando para o fato de que a escuridão nos citados bairros, tem contribuído para o aumento da violência, principalmente as tentativas de estupro de alunas que deixam as escolas por volta das 22 horas.
Rogério Nezinho aproveitou a oportunidade para voltar a cobrar do secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras, Daniel Soares, a pavimentação na da Rua São João. No Alto do Cruzeiro, lembrando que há uma semana, quando aconteceu a audiência pública com a presença do secretário, o próprio vereador havia cobrado a urgência nos serviços, uma vez que aquela artéria encontra-se praticamente intransitável devido aos buracos.
O vereador Willomaks da Saúde solicitou a construção de uma Unidade Básica de Saúde, no bairro Santa Esmeralda.
Segundo o parlamentar, o pedido se deve ao fato de que moradores de bairros mais populosos encontram dificuldades de atendimento em outros postos de saúde e é preciso que haja uma maior atenção por parte da secretaria municipal de Saúde.
Ele lembrou, que é preciso se fazer um estudo mais completo de como estas comunidades serão atendidas.
O vereador Sérgio do Sindicato lamentou a situação por que passa o setor de saúde em Arapiraca, que, segundo ele, está um verdadeiro caos.
De acordo com o parlamentar, nos postos de saúde não tem médicos, marcação de consultas, medicamentos e a população está sofrendo e não vê perspectivas de melhorias, onde afirmou, que esses postos de saúde só funcionam cerca de 25 por cento, deixando a comunidade em total estado de abandono.
Ele concluiu, denunciando, que está havendo interesses políticos. “Se a comunidade oferecer interesse político será atendida; caso contrário, não receberá nenhum atendimento. 
A Professora Graça solicitou a SMTT a padronização e pontos fixos de parada para os mototaxistas que circulam em Arapiraca.
Ela lembrou que em janeiro de 2016, quando esteve visitando a cidade de Juazeiro do Norte, constatou a padronização dos mototaxistas naquela cidade.
De acordo com ela, a cor da moto segue a cor da bandeira do município, tornando mais fácil a visualização para passageiros que precisam desses serviços.
Ela alertou que essa padronização iria diferenciar os cadastrados dos clandestinos, que são identificados apenas pelo colete.
Professora Graça, concluiu afirmando que esta padronização iria contribuir de maneira eficaz, com a segurança de quem precisa andar de mototaxi, porque evitaria pegar os clandestinos.

O Pastor Marcos Caetano foi solidário a indicação da Professora Graça, lembrando que esta padronização pode contribuir de maneira decisiva para evitar o aumento da criminalidade, porque, segundo ele, a moto com uma padronização iria evitar que o passageiro pegasse uma moto guiada por um bandido.
O vereador Léo Saturnino fez uma espécie de prestação de contas sobre a sua recente viagem à Brasília, ao lado do vereador Fábio Henrique, quando foram recebidos pelos senadores Renan Calheiros e Fernando Collor, contando ainda com a presença da ex-prefeita Célia Rocha, que intermediou o encontro.
Segundo ele, conseguiu através do senador Renan Calheiros, de um Kit para o Conselho Tutelar, com a aquisição de um veículo, cinco computadores, uma impressora, um frigobar e um bebedouro, que vão beneficiar os trabalhos do CT.
Ele também falou sobre as reivindicações de torres de telefonia móveis, com a Anatel, para as comunidades de Bananeiras e Canaã, que encontram-se sem comunicação com outras localidades, principalmente em comunidades com 15 mil habitantes e que não contam com esses serviços.
O vereador Fábio Henrique também usou a tribuna para lamentar a situação de abandono que passa a Educação em Arapiraca.
Ele lamentou a situação de abandono da Educação em Arapiraca, onde há seis meses, as escolas do município não tem aulas, o que tem prejudicado bastante os alunos de Arapiraca.
Ele disse que não tem conhecimento se na história de Arapiraca algo tão grave na educação já aconteceu e que é preciso uma maior atenção por parte do prefeito Rogério Teófilo.
Ele chegou a lembrar que Arapiraca já foi referência no Ideb e com esta paralisação as notas vão ser baixas, o que vai prejudicar até o recebimento de recursos do Governo Federal.
O vereador e primeiro secretário Melquisedec parabenizou o prefeito Rogério Teófilo pela assinatura da ordem de serviço da UPA, que está sendo construída no bairro de Baixa Grande, que muito vai levar benefícios aquela comunidade, principalmente porque vai desafogar o atendimento no Hospital Regional de Arapiraca, como também da Unidade de Emergência do Agreste.
Ele também falou de outra ordem de serviço, como o galpão para armazenar as máquinas da Secretaria Municipal de Agricultura, que hoje, aluga um local pagando quase 12 mil reais.
Ele também falou que ouviu do próprio secretário de Agricultura, Roberto Amaral, de que este ano de 2017, o município vai bater o recorde de aração de terras, chegando ao patamar de oito mil tarefas, algo nunca alcançado em toda a história de Arapiraca e que esse número já chegou, até o momento, a três mil tarefas aradas e que apesar de todas as dificuldades, a secretaria está superando esses obstáculos.
Melquisedec falou ainda sobre o Centro de Incentivo ao Esporte, construído na comunidade de Bananeiras, onde vai oferecer todas as condições necessárias para a prática das diversas modalidades esportivas.
Ele concluiu afirmando que este módulo esportivo poderá até contribuir para o aprimoramento de novos talentos que poderão desputar em eventos nacionais, internacionais e, quem sabe, até em Olimpíadas.

Por:  Assessoria